O Ministério Público Estadual (MPE) recorreu da decisão do juiz da 1ª Escrivania Criminal de Colméia, Ricardo Gagliardi, que revogou a prisão do ex-senador Nezinho Alencar, detido em janeiro, em Guaraí, na região noroeste do Tocantins, acusado de estuprar duas meninas, de seis e oito anos. Nezinho