O Ministério Público do Estado do Tocantins (MPE), por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional, requereu à Justiça a prisão preventiva de Hebert Ayres Sardinha (ex-chefe da CPP de Porto Nacional), Rogério de Almeida Souza (escrivão) e Renato Oliveira Soares Machado (agente