Nesta segunda-feira, 23, os profissionais de enfermagem aprovaram, em assembleia extraordinária, a deflagração de um movimento grevista com início na próxima segunda-feira, 30. Os servidores rejeitaram a proposta do governo de estender de 8 para 12 meses, conforme faixa salarial, os prazos para o pagamento dos retroativos.