Um inquérito civil realizado pelo Ministério Público Estadual (MPE) resultou num amplo diagnóstico sobre as deficiências da Polícia Militar na comarca de Araguaína e gerou uma Ação Civil Pública contra o Estado do Tocantins, ajuizada nesta quinta-feira, 13. Na Ação, é requerida ampliação do efetivo