Indícios de irregularidades na administração e crimes praticados contra crianças e adolescentes levaram a Justiça a determinar, nesta sexta-feira, 20, a imediata intervenção das casas de acolhimento mantidas pela Associação Ágape, na cidade de Paraíso do Tocantins. As denúncias foram apresentadas pelo Ministério Público Estadual